O porco alentejano é, por excelência, o melhor utilizador dos frutos do montado e o que mais eficientemente os converte em carne. Este exemplar aproveitamento de um recurso natural, associado às características metabólicas próprias desta raça, determina a formação de uma matéria-prima de características únicas, intimamente associada ao meio geográfico particular, constituindo a base fundamental da alimentação de toda uma população, quer quando é consumida em fresco, sendo assim designada por Carne de Porco Alentejano.

A “qualidade única” do Porco Alentejano é a principal vantagem competitiva deste produto em relação ao porco branco e ao porco preto cruzado. A qualidade dos produtos do porco alentejano diferencia-se no ponto de vista organoléptico e nutricional, nomeadamente na composição da gordura. As características de qualidade advêm de dois factores fundamentais: a raça e o maneio.

Iniciámos em 2007 a produção de Porco Alentejano Biológico e Convencional, também conhecido por Porco Preto. Através de uma sociedade da qual é sócia, Casa Agricola Tojeiras de Cima, produzimos também em mode de produção biológico o referido Porco Alentejano.

agricultura-biologica

A Agricultura Biológica é um modo de produção que visa produzir alimentos de elevada qualidade, saudáveis, ao mesmo tempo que promove práticas sustentáveis e de impacto positivo no ecossistema agrícola. Assim, através do uso adequado de métodos preventivos e culturais, tais como normas de ética e respeito pelo bem-estar animal, praticando uma alimentação adequada à sua fisiologia e facultando condições ambientais que permitam aos animais expressar os seus comportamentos naturais e não recorre ao uso de hormonas nem antibióticos como promotores de crescimento.